Por que estás tão abatido, coração? por que se encontra em pleno desanimo? Por que caistes enquanto triunfava sobre os obstaculos? por que se deixastes cair? Por que minh’alma se encontra cacos, perdida em um vazio? Tudo anda sem respostas e sem culpados, tudo esta muito confuso. O que fizeste coração? O que fizeste parar merecer toda essa dor? Quais foram teus erros, por que pesastes tanto em meu peito? Agora, forjo esse soriso falso nos lábios, enquanto meus olhos, se seguram para não transbordar de dor. Perdi minha firmeza, você me fez cair, coração. Me despadecei, estou dilacerada. As nuvens escureceram, o sol não ilumina mais meu caminho, me tornei incapaz de enchergar a luz. Por que me deixou vuneravel as espadas e lanças dessa guerra travada em meu ser? Querido coração, por que te agitas no meu peito? Por que te deixastes te abalar e te comover, perdendo a tua tão preciosa calma. O erro foi teu, coração. Pois deixou o amor te invadir, e te virar de cabeça para baixo. Toda essa dor aqui presente é tudo que você merece, mas por favor, não me levas junto contigo. Não me carregue até as profundezas com você. Estou sufocando com meus desejos, um nó forma na minha garganta, me esforçando para não chorar, não demonstrar quanto sou sensível, não demonstrar a dor que carrego no peito. Só Deus sabe das minhas noites mal-dormidas, e das lágrimas compartilhadas com o travesseiro. Oh coração, não vaciles novamente, não sei se serei forte o suficiente para mais uma queda.
- Querido coração. — declin-e (via e-xorcised)

Posted 20 July, 2013 - 166 notes - reblog this
(originally declin-e | via declin-e)
Podia ser só amizade, paixão, carinho, admiração, respeito, ternura, tesão… Tinha de ser justo amor, meu Deus?
- Caio Fernando Abreu (via crazycocaine)

Posted 29 November, 2012 - 10,345 notes - reblog this
(originally poesiasdeumgaroto | via 15-22)
De certa forma - pensou - seria mais fácil se ele não me amasse. Era uma ironia insuportável que se amassem e não pudessem estar juntos, que suas vidas fossem se separar cada vez mais.
- A ira dos anjos - Sidney Sheldon

Posted 21 November, 2012 - - reblog this
Passou a tarde andando pelas ruas, tentando não pensar, tentando não sentir, mas pensando e sentindo, sabendo que as próximas horas iriam determinar o resto de sua vida.
- A ira dos anjos - Sidney Sheldon

Posted 21 November, 2012 - - reblog this
Darling, you give love a bad name!

Posted 4 November, 2012 - - reblog this

Enquanto houver razões eu não vou desistir. Se for pra chorar, quero chorar por ti, porque não te esqueço. Vou esperar, passe o tempo que for. Deixe bem guardado esse nosso amor, sei que te mereço.


Posted 3 November, 2012 - - reblog this

Aninha. *-* Eu te amo, coisa fofa! (Publicado com o Instagram)


Posted 12 October, 2012 - - reblog this

Posted 11 October, 2012 - 47,725 notes - reblog this
(originally kaurova | via loversswhouncover)
O rio atinge seus objetivos porque aprendeu a contornar obstáculos.
- Lao-Tsé

Posted 9 October, 2012 - - reblog this

Céu lindo em Califórnia. E olha que a foto tá sem filtro. Kkkk (Publicado com o Instagram)


Posted 5 October, 2012 - - reblog this
O que nasceu para ser seu, nada toma, nem o tempo, nem ninguém.
- Bob Marley. (via romantizar)

Posted 3 October, 2012 - 24,977 notes - reblog this
(originally ditadomeu | via next-september)

Bebezão lindo. >< (Publicado com o Instagram)


Posted 29 September, 2012 - - reblog this

Experimentando o rímel novo. Gostei! >< (Publicado com o Instagram)


Posted 28 September, 2012 - - reblog this

Vê se eu mereço essa Raika dormindo o dia inteiro na minha cama. —’ (Publicado com o Instagram)


Posted 28 September, 2012 - - reblog this

"You give love a bad name". (Publicado com o Instagram)


Posted 27 September, 2012 - - reblog this
first page ask me
my archive random
Prove me you're different.
"Sou forte. Meio doce e meio ácida. Em alguns dias acho que sou fraca. E boba. Preciso de um lugar onde enfiar a cara pra esconder as lágrimas. Aí penso que não sou tão forte assim e começo a olhar pra mim. Sou forte sim, mas também choro. Sou gente. Sou humana. Sou manhosa. Sou assim. Quero que as coisas aconteçam já, logo, de uma vez. Quero que meus erros não me impeçam de continuar olhando para a frente. E quero continuar errando, pois jamais serei perfeita. Tampouco quero ser comum e normal. Quero ser simplesmente eu. Quero rir, sorrir e chorar. Sentir friozinho na barriga, nó no peito, tremedeira nas pernas. Sentir que as coisas funcionam e que tenho que trocar de jeito quando insisto em algo que não dá resultado. Quero aprender e, ainda assim, continuar criança. Ficar no sol e sentir o vento gelado no nariz. Quero sentir cheiro de grama cortada e café passado. Cheiro de chuva, de flor, cheiro de vida. Aprecio as coisas simples e quero continuar descomplicando o que parece complicado. Se der pra resolver, vamos lá! Se não dá, deixa pra lá. A vida não é complicada e nem difícil, tudo depende de como a gente encara e se impõe. Quero ser eu, com minha cara azeda e absurdamente açucarada. Não quero saber tudo e nem ser racional. Quero continuar mantendo o meu cérebro no lugar onde ele se encontra: meu coração. E essa é a melhor parte de mim." Clarissa Corrêa.



»
theme por dilacerar, base por nbtr com detalhes originais do desesperancoso e perfect-morning. Não retire os créditos, não copie, aprenda a fazer :)